+0 - 0  by /0 comments

Palato vai transformar canteiro da Fernandes Lima em jardim de orquídeas

Que tal dar nova vida àquela sua orquídea que deixou de florescer e ainda ajudar a deixar a cidade mais bonita? Este é o convite que o Palato faz a todos os alagoanos para marcar a chegada desta Primavera.

Além de colorir com orquídeas a faixa do canteiro central da Fernandes Lima que fica em frente à loja, criando um grande jardim florido na mais importante via de acesso da capital, o Palato, em parceria com a prefeitura de Maceió e o projeto Todos Pela Cidade, promove, nesta sexta-feira (22), às 9 horas, uma ação voluntária de transplante das orquídeas de vasos para os troncos das árvores, onde poderão vir a florescer novamente.

“É uma ideia simples, mas que pode ter grande impacto no visual de nossa cidade”, afirma João Acioly, responsável pela área de criação do Palato. “Maceió, hoje, é uma das capitais menos arborizadas do país e acreditamos que, por meio de pequenas atitudes como essa, será possível não só chamar mais atenção para as árvores existentes, como incentivar outras empresas e instituições a florirem seus arredores”, completa.

Para que a quantidade de flores transplantadas seja expressiva, a campanha conta também com a doação das plantas. “Quem tiver orquídeas sem flores em casa pode trazê-las ao Palato Farol, para que possam fazer parte de nosso canteiro, onde receberão sol, sombra, e água na medida certa, com todos os cuidados adequados”, explica Acioly.

Além da ação voluntária, uma vídeo-aula sobre a técnica de transplante de orquídeas será divulgada nas redes sociais do Palato a partir do dia 22 de setembro.

 

Saiba mais sobre as orquídeas

As orquídeas podem ser cultivadas em vasos, mas é comum, após uma florada, transferi-las de dentro de casa para as árvores do jardim ou das calçadas próximas. O habitat natural da grande maioria das espécies de orquídeas são os troncos das árvores, o que as caracteriza como epífitas. Ao contrário do que muitos pensam, as orquídeas não são plantas parasitas, sendo assim, elas não consomem a seiva das árvores nem prejudicam seu desenvolvimento. As árvores lhes fornecem abrigo e suporte, e lá elas recebem nutrientes que vem com o ventos, com as chuvas e da matéria orgânica naturalmente decomposta.

Se o local lhes agradar elas se desenvolvem bem, com ótima aparência em suas folhas e flores; se não gostam, apresentam mudanças de coloração nas folhas, não florescem a contento, entre outros sinais de insatisfação. A troca de ambiente deve ocorrer sempre após a floração, pois nesta fase ela começa o processo de desenvolvimento das folhas, brotos e raízes. É o início de um novo e maravilhoso ciclo, é a preparação para uma nova florada. Enquanto a orquídea estiver florida ela não deve ser trocada de lugar. Somente depois que todas as flores estejam secas e caídas será o momento propício.

Fonte: www.jardineiro.net

 

+ 0 - 0

  Post comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *